SPFW 31-01

4º dia
O destaque, a marca, e a figura: Ronaldo Fraga.
Uma pequena historia:
Não poderia ter sido de outro jeito Ronaldo é o escolhido. Ele e o estilista que cativou meu coração aqui no Brasil. Eu conheci Ronaldo Fraga numa palestra onde ele falou sobre uns dos desfiles, que eu acho vai ser um dos mais lembrados.  Hoje vou compartillar com vocês essa palesta, onde Ronaldo fala de uma coleção que é o resumo de queim ele é,  do que ele faz, da sua misão como designer. A coleção foi o corpo crú, ela surgio após do dia 11 de setembro no inverno 2002,  tem por inspiração o dia em que o corpo abandona a roupa, cansado de ser subjugado por ela. Bonecos de madeira em um carrosel de açogue exibem peças incomuns, transposição de pences nas costuras, estampas de carne crua, peitos de borracha e falsas tranças. Ironicamente no meio do espectáculo a estrutura quebra e as camareiras entram carregando os bonecos vestidos. Era o corpo real tomando o seu lugar, a platéia perguntava-se: foi proposital? e é claro que não. Eu acho que o fator sorpresa com que Ronaldo conta faz de ele um designer unico, cativante, maravilhoso.
Ronaldo Fraga não põe a moda na vida. Põe a vida na moda. Ronaldo não cria roupas para pessoas sem cenário, sem lembranças, sem humor e sem historia. Um desfile dele é esperado com a mesma ansiedade com que se antecipa um espetáculo teatral. Ronaldo eu sou a sua fân.
Camareira carregando o Boneco


Bom agora vamos lá com Ronaldo Fraga Inverno 2011.
A coleção de inverno 2011 do mineiro Ronaldo Fraga transpira poesia, falando e olhando para o universo gráfico e abstrato do artista Athos Bulcão ( http://www.fundathos.org.br/), que segundo o criador, “levou a alegria e o universo da criança para Brasília e para a arte modernista nacional”.
Os bordados são um show à parte e misturam diferentes tipos de técnicas, nas cores, muito preto, tangerina, cinza-concetro e um azul que Fraga apelidou de Céu de Brasília.
a cenografia do desfile, assinada por Clarissa Neves e Paulo Waisberg, inspirada no universo de Bulcão, com espécie de azulejos suspensos com ilustrações de Fraga interagindo com imagens da infância do artísta, passando pelo carnaval dos anos 20 no Rio de Janeiro, pela efervescência modernista dos anos 50, até o fim de sua vida, já com o mal de Parkinson.


Ronaldo Fraga Inverno 2011
Ronaldo Fraga Inverno 2011
Ronaldo Fraga Inverno 2011
Ronaldo Fraga Inverno 2011
Ronaldo Fraga Inverno 2011

Ronaldo Fraga

Backstage e detalhes
Ronaldo Fraga

I love Ronaldo